Equipe de Teqball do Vasco da Gama se prepara para a Teqball Tour que começa nesta quinta-feira

Resumo
O Teqball (Origem: Teq: Técnica e ball: bola) é parecido com o popular Futmesa, os dois têm a mesa curva, mas se diferem nas dimensões e no material de produção, a do Teqball é feita de fibra de vidro e só é encontrada no exterior.

Com sede no Rio de Janeiro, a Teqball Tour começa nesta quinta-feira (07) e terá um time brasileiro bem tradicional na disputa. Se trata do Vasco da Gama. O Cruzmaltino será representado nas categorias de duplas femininas, mistas e masculinas. Os jogos da primeira fase acontecem entre os dias 07 e 09 de setembro. Os representantes do Gigante da Colina serão: Letícia e Matheus, Paty e Mitro, Peleo e Tamara; Vânia e Léo; Ester e Apor (misto); Léo e Peleo (masculino); Vânia e Ester, Paty e Letícia (feminino).

A equipe que hoje em dia se chama de Teqball Vasco, teve início em Santos, onde competiam com intenção de conseguir patrocínios, apoio e visibilidade, já que o esporte vem crescendo e se popularizando no Brasil. Quando, há 02 meses, receberam um convite do Vasco da Gama para representarem o time oficialmente em competições e se juntaram aos esportes olímpicos e não olímpicos.

“Quando formamos essa equipe, queríamos crescer junto com a modalidade, nossa intenção era ganhar visibilidade e conseguir patrocínios. Um amigo do Léo (um dos membros da equipe) nos convidou para representar o Vasco da Gama oficialmente. Então não podíamos recusar, é um gigante do nosso futebol e seria uma honra para nós vestirmos as cores deste clube. Aceitamos e hoje damos a vida em todas as competições, pois sabemos que representamos um gigante do esporte”, disse Vânia, uma das atletas do clube, que já participa de competições da modalidade há dois anos.

O Teqball (Origem: Teq: Técnica e ball: bola) é parecido com o popular Futmesa, os dois têm a mesa curva, mas se diferem nas dimensões e no material de produção, a do Teqball é feita de fibra de vidro e só é encontrada no exterior. Além disso, o esporte pode ser disputado em equipes de dois, três até quatro jogadores, por ser maior. Criado em 2014 na Hungria, ele vem ganhando cada vez mais popularidade no Brasil e é disputado ao redor do mundo todos. Algumas das regras são: as partidas são disputadas no esquema de melhor de 3 sets; os sets são jogados até 12 pontos cada; é proibido tocar a bola com a mesma parte do corpo, consecutivamente e em nenhum momento pode se usar as mãos ou braços; é proibido tocar nos adversários e na mesa e etc.

“O Teqball é um esporte bem competitivo, onde a técnica prevalece e por isso treinamos diariamente, para aprimorarmos. Está se popularizando muito, alguns jogadores são bem assíduos no jogo e isso ajudou na visibilidade. Essa competição reunirá alguns dos melhores competidores do mundo e será um bom teste. Além de ser muito bom para quem for assistir. Esperamos não só honrar o nome do Vasco, mas também representar o Brasil, que já é o país do futebol e, algum dia, pode ser o do Teqball também!”, destaca Paty Nardy, atleta do Vasco.

As equipes do feminino estão divididas em quatro grupos, onde as duas duplas melhores colocadas irão se classificar para a fase mata-mata. Na mista são 12 grupos, também avançando os primeiros colocados de cada. Graças às suas colocações no ranking mundial as duplas Vânia e Léo; Ester e Apor (da categoria mista) já estão classificadas para a fase eliminatória. Mesmo caso para Léo e Peleo, a dupla do masculino.

(Foto: Divulgação)

Principais vídeos

plugins premium WordPress